Serasa: Em quanto tempo a dívida prescreve?

Você possui débitos junto ao Serasa, mas não sabe por quanto tempo ele pode ficar lá? Neste artigo, vamos te explicar como funciona uma prescrição de dívida no Serasa, e quais as vantagens de não ter nenhuma restrição por lá para ter uma vida financeira mais organizada. Quer conferir? Vem conosco!

Em primeiro lugar, uma recente pesquisa apontou que cerca de 60 milhões de brasileiros estão com o nome no Serasa. Sendo assim, podemos afirmar que as dívidas afetam os brasileiros, que fazem malabarismos para poder controlar as finanças e sair da negativação.


Logo, vamos te mostrar como funciona uma conta atrasada no Serasa, além de mostrar qual é o prazo máximo para que uma dívida fique por lá. Logo, é válido dizer que ter o nome limpo é o primeiro passo para começar a sua organização financeira, para poder ter um futuro mais estável. Vamos conferir?

Serasa: Em quanto tempo a dívida prescreve?
Serasa: Em quanto tempo a dívida prescreve? (Reprodução: Google)

Como o Serasa cobra as nossas dívidas?

Primeiramente, após 90 dias de uma dívida não paga, é comum que o seu nome seja incluído nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC ou Serasa. Assim, há exceções em relação ao prazo, mas sempre que uma conta não é negociada, a certeza da negativação no Serasa é concreta.

Sendo assim, mesmo que haja uma negociação, caso não haja pagamento de dívidas pendentes, o CPF ficará restrito no Serasa, e ficará lá por um prazo de 5 anos. Assim, passado esse prazo, é comum que as pessoas acreditem que a dívida deixa de existir, o que é um enorme erro.

Por isso, quando você efetuar o pagamento de dívidas atrasadas dentro desses 5 anos, é ideal que você entre em contato com a empresa credora e peça que o seu nome seja retirado da negativação. Sendo assim, caso não queira pagar, o seu nome ficará limpo após 5 anos, mas a dívida continua existindo.

A dívida pode ser cobrada após os 5 anos?

Primeiramente, após 5 anos de dívida, o seu nome é retirado do Serasa, mas a dívida continua existindo. Portanto, a empresa credora pode tomar algumas ações para que você pague dentro do prazo, como enviar boletos com descontos, parcelamentos, descontos especiais, entre outros.

Inclusive, dentro desse período de 5 anos, é comum que as empresas enviem notificações extrajudiciais para receber o pagamento da dívida. Logo, é preferível negociar com a empresa para quitar o débito e tirar o seu nome da negativação, o que é ideal para manter o planejamento financeiro organizado.

Por fim, a dívida não é cobrada após prescrever, no prazo de 5 anos. Aliás, é bastante comum que as empresas tentem negociar com você, para evitar esse tipo de problema. Neste sentido, em alguns casos, existem cobranças após o prazo, mas sempre de forma educada e sutil. Inclusive, você não precisa pagar.

Por que é uma má decisão esperar a dívida prescrever

A princípio, sabemos que com o nome negativado nós possuímos diversas restrições de crédito no mercado. Logo, não é possível solicitar empréstimos, financiamentos, cartões de crédito, entre outros. Sendo assim, isso é um grande empecilho para ter uma vida financeira mais equilibrada.

Além disso, é comum que depois do prazo de 5 anos – ou até mesmo quitação da dívida – que as empresas credoras não liberem mais crédito para você. Portanto, mesmo que você negocie, pode ser que ela não queira mais que você seja um cliente. Logo, negocie o quanto antes para evitar essa situação.

Por fim, sempre tenha em mente que um planejamento financeiro bem executado tem como base o nome sem vínculos com o Serasa. Aliás, ter o nome limpo é ideal para viver, pois é somente assim que nós iremos receber os benefícios financeiros mais vantajosos do mercado.

Gostou do nosso conteúdo? Esperamos que sim! Aliás, temos um artigo super especial que vai te mostrar como funciona uma previdência privada e quais os benefícios que ela possui para quem deseja ter uma vida mais estável na velhice. Quer conferir como ela pode ser vantajosa? Confira no link:

Previdência Privada: O que é? Vale mesmo a pena?

Obrigado por seguir nosso conteúdo!

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *