Bolsonaro disse que Governo que decidir fechar Estado terá que bancar auxílio emergencial

_______________Publicidades_______________

Nesta sexta-feira, o Presidente Jair Bolsonaro declarou que o Governador que decidir fechar as atividades não essenciais do Estado, deverá financiar o Auxílio Emergencial.

“O auxílio emergencial vem por mais alguns meses e, daqui para frente, o governador que fechar o seu Estado, que destrói o seu Estado, ele que deve bancar o auxílio emergencial.” disse ele.

_______________Publicidades_______________

Ainda completou com: “Não pode continuar fazendo política e jogando no colo do presidente da República essa responsabilidade”

  • Estados estão preocupados com o colapso da saúde pública

Nas últimas semanas, os Governadores intensificaram em medidas de proteção para evitar a propagação do vírus, pois as UTI’s estão com quase sua capacidade máxima, alguns estados estão sofrendo pela falta de oxigênio para pacientes e o aumento de número de mortes segue preocupando.

Tendo isso em vista, alguns Governadores estão optando por toque de recolher e lockdown com medidas intensas de fiscalização da população.

Com isso, Bolsonaro afirmou que as pessoas deveriam cobrar dos Governadores sobre o auxílio emergencial, onde segue criticando todas as medidas restritivas dos gestores.

_______________Publicidades_______________
  • Número de mortos ultrapassa 250 mil no Brasil

Enquanto o resto do mundo comemora queda na propagação, após um ano de pandemia, nas Américas os números estão demorando a cair.

Entretanto, no Brasil as coisas estão mais lentas, pois o país passa por seu pior momento pandêmico. Na sexta-feira (26/02), os números de mortos foi de 1.153, sendo o maior número registrado até agora.

Com recorde consecutivo, Brasil ultrapassa mais de 250 mil óbitos, conforme divulgado pelo boletim do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

O número de infectados também não diminuindo, causando preocupação sobre a quantidade de infectados que só vem aumentando. Ainda na sexta-feira, foram registrados 53.422 casos confirmados no país todo, totalizando em 10,45 milhões de infecções desde o início da pandemia.

  • Bahia está com 72% dos leitos estão ocupados

Devido ao aumento de infecções, o Estado da Bahia foi um dos que mais está sofrendo com as medidas restrintivas. Com 72% da sua capacidade de leitos adultos estão ocupados.

Além disso, na unidade de terapia intensiva, 82% dos leitos adultos estão ocupados, enquanto 75% dos leitos pediátricos estão ocupados.

A capacidade das unidades de enfermaria não estão melhores. Com 61% dos leitos adultos ocupados, além da pediatria com 67% de ocupação.

Com esse cenário, o Governador Rui Costa determinou toque de recolher e, logo em seguida, decretou lockdown em todo o Estado, na tentativa de deter a propagação do vírus para evitar a superlotação e o total colapso da saúde pública.

Por isso, os serviços não essenciais estão fechados neste fim de semana.

“Apesar de todas as ampliações de leitos que fizemos e continuaremos a fazer, cresce o número de pacientes internados. Então nós, conjuntamente, resolvemos fechar as atividades não essenciais”, disse o governador.

 

_______________Publicidades_______________

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.